Greve Geral Nacional pretende parar o Brasil nesta sexta(28)

Marcada para acontecer no próximo dia 28, a Greve Geral nacional já conta com diversos setores e grupos sindicais em Pernambuco. Os grupos vão aderir à greve  em protesto contra a Reforma da Previdência e a Reforma Trabalhista em discussão na Câmara e propostas pelo governo do presidente Michel Temer. Segundo os sindicatos, espera-se que a greve seja geral, ou seja, una diferentes categorias profissionais em vários Estados da federação em prol de uma única causa e que elas, juntas, parem o país.
Entre as categorias que anunciaram que vão aderir ao movimento estão bancários, rodoviários, metroviários, Polícia Civil, servidores da Alepe, guardas municipais, aeronautas, Servidores Administrativos Fazendários de Pernambuco, Federação Nacional dos Petroleiros, Correios, Professores da UFPE, Sindsprev e agentes penitenciários.
Desde 1996 o Brasil não vive uma greve geral. O último movimento que teve a proposta de paralisar o Brasil, ocorrido em 15 de março, apesar de ter sido nacional, não tinha a proposta de ser uma greve. Em alguns lugares, acabou sendo. A ideia inicial era fazer assembleia na porta das fábricas, mobilizar os trabalhadores, atrasar o trabalho, mas não paralisar de fato, o que acabou acontecendo em algumas categorias.